Tradução de termos do Inglês e Português

 

(Área: Ciência da Computação) Os itens abaixo foram resultado de discussões em pedidos de auxílio que me foram feitos em diferentes ocasiões.

Generalidades:
É sempre prazeroso encontrar uma única palavra para traduzir uma outra única palavra, mas não devemos esquecer que no português existe a "locução". A locução é uma seqüência de duas ou mais palavras que funcionam como uma unidade. No português a locução "parte interessada" / "partes interessadas" funciona como uma boa tradução para "stakeholder/s" no contexto de "Joint Application Development". Por outro lado alguém poderia querer adotar "acionistas"(189000:google), querendo talvez evitar o uso de locução.


Application, API

Na língua inglesa e na língua portuguesa existem vários termos para designar os programas de computadores. Um destes termos é "application" que no português deu origem aos termos "aplicação" e também "aplicativo". A utilização do termo "aplicação" é mais comum do que "aplicativo" e, como seria esperado, a tradução mais comum de API é "Interface de Programação de Aplicação" e não "Interface de Programação de Aplicativo". É ainda menos popular o uso do plural: "Interface de Programação de Aplicações" ou "Interface de Programação de Aplicativos". Os manuais de redação, em geral, recomendam o uso do singular. É muito popular o uso da sigla em inglês mesmo nos textos em português, e portanto raramente encontramos a sigla IPA.

 

Browser

"To browse" pode significar "pastar" e "to browse a book" corresponde a "folhear um livro". Se pretendermos manter o sentido original do termo deveríamos usar um termo do tipo "folheador". Algumas pessoas percebem que utilizando um "browser" podemos "navegar" ou "surfar"(!) na Internet e utilizam o termo "navegador". Ironicamente, pelo menos para a área de Comércio Eletrônico, "to browse" também significa entrar numa loja só para ver as mercadorias, sem comprá-las. 

Sugerimos, ao menos por enquanto, traduzir "browser" utilizando o termo "folheador" :”navegador”: utilizando um navegador podemos percorrer as páginas os caminhos disponíveis na Web/Teia. Utilizando o termo "folheador" “navegador”não privilegiamos a Microsoft (já vimos tentativas de traduzir "browser" utilizando "explorador"!). 

Seria bom se tivessemos uma comissão da SBC que mantivesse um forum de discussões sobre termos candidatos para traduções. Quem sabe assim o "folheador" poderia se popularizar? Reconhecemos que a tradução mais utilizada no momento é "navegador". 

Character, string

Recomendamos utilizar o termo "caractere" como tradução para "character". Há muitos anos é utilizado o termo "cadeia"  como tradução de "string".  O termo "cadeia" deveria se restringir à tradução do termo "chain". Cremos que teria sido mais interessante a utilização do termo "cordão". O termo "corda" ficaria ligado a "rope" e "cordão" ligado a "string". A expressão "character string" seria traduzida como "cordão de caracteres". No entanto recomendamos aderir à tradução corrente que não é desastrosa: "character string" é traduzido como "cadeia de caracteres". Quando se fala simplesmente “string”  em geral é o mesmo que “character string”.

Cluster

A tradução deste termo é um desafio em função da disparidade de usos... “flower cluster”, “cluster of bananas”, “cluster of stars”. As traduções candidatas são, grupo, cacho, penca, conjunto, aglomerado, conglomerado, agrupamento. Recomendamos o uso do substantivo “aglomerado” e do verbo “aglomerar”... de uma certa forma “cluster” está ligado a “clot”... “coagular”...”encaroçar”... Fica ‘estranho’ “aglomerado de bananas” mas é tolerável Aglomerado de Computadores. Não adianta achar que uma opção detradução pode resolver várias situações... “banana cluster” é a penca de bananas, é comum cada contexto exigir diferentes opções.

“Cluster Analysis”  fica “Análise de Aglomerados”... reconhecemos que não existe uma “tradição”... talvez “Análise de Conglomerados” ou “Análise de Agrupamentos”? Neste caso “to cluster” fica “agrupar” que colide com “to group”.

É interessante observar no inglês, desde 1572, a presença de “conglomerate” substantivo (posteriormente verbo), mas não são relatados registros de aglomerado/“aglomerate”.

Commit, abort, rollback

Na época o desejo do pessoal de SGBDs era encontrar um termo que correspondesse à decisão: “todas as operações feitas [em uma transação] devem se tornar permanentes no sistema”, enquanto que havia também o desejo de haver um termo para designar a decisão alternativa de “todas as operações devem ser desconsideradas/descartadas”. No domínio de Controle de Versões existe uma ansiedade similar: um termo que designe o comando que corresponde ao inverso de “check out” (por uma questão de simetria não deveria ser adotado o “commit” em Controle de Versões, deveria ser usado “check in”). No contexto de transações o usuário de SQL não usa comandos do tipo “check out” explícitos (o SGBD gera objetos de uma certa forma similares a “check out” que são as trancas (“locks”).

No contexto de transações, recomendamos o uso do termo "comprometer", mas esta é uma escolha muito complicada, talvez melhor seja “submeter” ou ainda “efetivar”. A palavra “commit” tem múltiplos significados e de uma certa forma está ligada a “cometer/remeter/submeter”.  

Algumas pessoas, talvez evitando confronto com os grupos "pro-life", evitam o uso do termo "abort" e utilizam o termo "rollback". O termo "rollback" costumeiramente designa, no contexto de impostos, preços e salários, uma redução ou baixa. Recomendamos o uso do termo "abortar" nas traduções de "abort" e "rollback" (mas poderia ser “desfazer”).



Frame, panel, pane, canvas, container, picture, layout, etc

Vários termos utilizados na área de Interfaces Gráficas devem ser considerados em conjunto para evitar as colisões que trazem confusões indesejáveis. O termo "panel" pode ser traduzido como "painel". O termo "container" pode ser encontrado nos dicionários como sendo "contêiner". O termo "pane" é de difícil tradução pois ele  tem um domínio que é mapeado em vários termos do português, p.ex. vidro, vidraça, almofada de porta, placa de vidro, divisão retangular e quadrado. O termo "frame" pode denotar p.ex. armação, estrutura, quadro, caixilho, moldura e esquadria. O termo "to frame" costumeiramente corresponde a "emoldurar", portanto há uma ânsia de tradução de "frame" por "moldura", mas como existem expressões do tipo "emoldurar o quadro", ficam difíceis as decisões. Não nos sentimos confortáveis com o verbo "leiautar" e o substantivo "leiaute" (sim! veja no Aurélio), prefirimos traduzir "Layout Manager" como sendo "Gerente de disposição"(*). Ainda estamos olhando Portugal, Espanha entre outros, já que até mesmo o termo “screen” é normalmente traduzido em Portugal como sendo “ecrã” e aqui no Brasil o usual é “tela”(touch screen/ecrã tactil/tela de toque). A expressão "to paint a picture" é usualmente  traduzida como "pintar um quadro", o que induz a tradução de "picture" como quadro. Esta é a razão de evitarmos a tradução de "frame" como sendo "quadro". Sugestões temporárias: frame"/moldura, "panel"/painel, "pane"/caixilho, "canvas"/tela, "layout"/disposição, "picture/quadro", "paint"/pintura.  ["gravure"/gravura, "figure"/figura, "photograph"/fotografia, "image"/imagem, ?/retrato(to take a picture/to take a photo)]; Outro fator que dificulta a tradução é a carga técnica que cada termo carrega. Considere a linguagem Java, a classe Frame do AWT ou JFrame do SWING não são simplesmente um “frame”, são classes que estendem a classe Window (por exemplo adicionando barra de cardápio(menu) e borda).


(*) alguns livros (p.ex. 3a. edição do Java Como Programar de Deitel&Deitel) utilizam o termo "gerenciador" (sic). 

Handler

Este termo apresenta uma certa dificuldade em função de existirem vários termos próximos. Considere por exemplo to handle, to treat, to deal, to manage, to manipulate, to maneuver, etc e manejar, manipular, manusear, manobrar, tratar, lidar, gerenciar, manter, manutenir, manear, etc. Trata-se de um termo para o qual é difícil defender ou atacar as traduções candidatas. Nos parece que a maior parte das traduções utilizam "handle"/tratar. O termo "tratador" aparece nos dicionários e no Aurélio existe até um "tratador de texto" como sinônimo de "processador de texto".


Event Handler = Tratador de evento;
Exception Handler = Tratador de exceção 

Link

Em qualquer contexto recomendamos a utilização do termo "ELO".  Em alguns casos o termo "ELO" pode ser adjetivado, como, por exemplo, "elo de navegação".



Lock

Em qualquer contexto recomendamos a utilização do termo "TRANCA". Desencorajamos fortemente a utilização do termo "BLOQUEIO". Considere o seguinte trecho: "The transaction is blocked because it finds the data locked". Uma vez que existe o verbo "to block", traduzir "to lock" como "bloquear"  causa uma colisão indesejável e desagradável. Infelizmente vários textos em português utilizam o termo "BLOQUEIO", mas isto não significa que devemos perpetuar isso. [inicio ironia]Será que a semelhança entre lock e block explica esta tradução viciada? Pior seria o uso de "LOQUEIO"[fim ironia].


Strict Two-Phase Locking Protocol = Protocolo de trancamento em duas fases estrito.
Lock Manager = Gerente de trancas.

Latch

Em qualquer contexto recomendamos a utilização do termo "TRAVA" e no caso de “to latch” usar “travar”.

 

Match

Existe a tradução de "pattern match" como sendo "casamento de padrões". Consideramos que a tradução "to match"/casar na maioria das vezes fica mais confusa do que "to match"/parear. Recomendamos a tradução "match"/pareamento, "to match"/parear apesar da colisão "to match" e "to pair" com "parear", mas não é desastrosa a tradução mais popular "casar" ou "casamento".


Middleware

Esta palavra é de difícil tradução em função de ter dois polos de ansiedade de tradução. Polo 1: coisa que está no meio; os franceses criaram um neologismo em função deste polo: “intergiciel”; Poderiamos usar algo do tipo “programas intersticiais” ou ainda “Programas de Interposição”. Polo 2: “middleware” corresponde a programas que promovem a conciliação ou agregação entre outros programas, daí poderiamos usar “programas aglomerantes”, programas aglutinadores, ou seja aglomeração, ligante, cimento, aglutinante, etc. recomendamos usar “Programas Intermediadores” ou ainda “Programas Mediadores”, pois parece atender ao apelo dos dois polos. Observe que “mediar” é verbo irregular: o programa A medeia o programa B e o programa C.

Object-Oriented, Object-Relational

Não existem regras rígidas no inglês com relação ao uso de hifen. As palavras justapostas, p.ex. "worldview", estão intimamente ligadas, as palavras separadas, p.ex. "world view" estão ligadas, as palavras ligadas por hifen ficam entre estes dois extremos, p. ex. "world-view" (meu corretor ortográfico não gosta de "world-view", mas vários textos garantem-lhe a existência!). A tradução mais popular de Object-Relational é "Objeto-relacional". A tradução de "Object-Oriented" passa pelo crivo de autores que diferenciam "orientado por objetos", "orientado a objetos" e "baseado em objetos". Reconhecemos que a tradução mais popular é "Orientado a Objetos". Estas traduções são de conveniência, pois a expressão mais adequada ficaria longa: "Sistema de Gerência de Bancos de Dados de Características Híbridas: Orientados por Objetos e Relacional", para evitar esta longa expressão utiliza-se: "SGBD Objeto-Relacional" ou ainda "SGBDOR".

Requirement

Acreditamos que este seja um dos falsos cognatos de maior freqüência em Ciência da Computação. A tradução correta de "Software Requirements" é "Requisitos de Software". Não utilize "requerimento"!  A outra direção também é traiçoeira: a tradução mais usual de "requerimento" é "application", "petition", "request" e "demand". Em informática "application" é "aplicação". Existem os termos "requisite"  (adjetivo e substantivo!) e prerequisite (adjetivo e substantivo!), muitas vezes usados de forma errada onde deveria ser usado "requirement".

Safety e security

O fato do inglês ter consideráveis legados anglosaxônico e latino nos presenteiam com o desafio de traduzir termos relacionados tais como justice-fairness, safety-security,   ou trust-confidence-reliability etc (em computação não é comum a ocorrência de pig/pork e ox/beef que são mais fáceis).  A esta altura a confusão está feita ( no mesmo estilo de lock-block) e uma opção é o uso de locuções. Em computação “System Safety” corresponde normalmente às características do sistema relacionadas a “segurança” no sentido de não ter falhas (que podem agredir usuários (-: ) e “System Security”  corresponde normalmente às características do sistema relacionadas a “proteção” no sentido de impedir o uso indevido do sistema, mas proteção é o alvo usual da tradução de “protection” (proteção, defesa/defence, salvaguarda/safeguard, amparo, resguardo). Um sistema pode ser “safe” e não ser “secure”, um outro sistema pode ser “secure” e não ser “safe”. Estes dois aspectos se apresentam muitas vezes no contexto que é referido por “reliability” ou ainda “dependability” que são também desafios (não temos “dependível” e não temos “dependabilidade”).

Separation of Concerns

Os candidatos mais disseminados são "Separação de Interesses", "Separação de Preocupações" e "Separação de Aspectos". Não aconselhamos esta última para evitar colisão desnecessária com o termo "Aspect". Acreditamos que seja mais difundido o termo "Separação de Interesses".

Scrum, Scrum Master, Product Owner, Sprint, Product Backlog, Sprint Backlog & Cia

A área de Computação tem permitido de forma pouco razoável o uso de termos em inglês. Por que será que o pessoal de Arqueologia traduziu "archaeological site" por "sítio arquelógico"? Porque na Computação o "sítio de páginas da Web" é traduzido por "saite" (ou "site")? Eu acredito que precisamos colocar um pouco de esforço em disciplinar o uso de termos em inglês. Acho por exemplo que "Scrum" pode permanecer por ter se transformado em um nome próprio que poucos traduzem, mas poderia ser explorado seu significado e usado um termo similar. O termo "scrum" designa um "monte" ou "bolo" ou "embolamento" ou "grupo" ou "cerrar fileira" ou <coloque aqui seu significado predileto>, poderiamos sem grandes prejuizos usar "Método de Cerrar Fileira" ou outros... (no rugby o scrum é uma jogada (ensaiada) onde os jogadores se alinham de forma compacta para garantir a posse da bola).

 

Sprint ficaria "corrida" ou "carreira" ( o problema de "carreira" é a colisão com "career"/profissão). Podemos ainda abandonar a tradução próxima e usar como sinônimo de “sprint” o termo "iteração"ou ainda "iteração curta". Por que o "owner´s manual" em outros domínios é o "Manual do Proprietário"? Porque em Computação não pode ser "Proprietário do Produto"? Porque em Computação é usado "Product Owner"?  A locução "Sprint backlog" pode ser "reserva de requisitos da corrida" ou "reserva de requisitos da carreira" ou, resumidamente, "reserva da corrida"; "Product backlog" pode ser "reserva de requisitos do produto", ou resumidamente "reserva do produto";

 

"Scrum master" pode ser "Mestre do Scrum" ("Mestre da fileira" ou "Mestre do bolo" (trocadilho interessante!) ou Mestre de cerrar fileira. ok... mantenha-se "Scrum"  mas sugiro usar termos em português no caso dos outros conceitos.

 

Site, Web, WWW

Recomendamos fortemente o uso do termo "sítio". Lembre-se que um "sítio arqueológico" é um local com artefatos de interesse da Arqueologia e "WWW site" é um local com artefatos ligados à WWW. Desencorajamos fortemente a utilização de "site" ou "saite". O termo "Web"  designando a WWW (World Wide Web) pode ser mantido p.ex. "Obrigado por visitar meu sítio na Web" ou "Obrigado por visitar meu sítio na WWW." O termo "web" não sendo o mesmo que WWW poderia ser traduzido: "web"/teia. Em quase todos os manuais de tradução, não só do Brasil mas em todo o mundo, recomenda-se que não devem ser traduzidas as siglas (a menos de linguagens não-românicas!). Devem ser usadas siglas traduzidas somente para expressões consagradas, p.ex. "United States of America"/ Estados Unidos da America (USA vs. EUA). Devemos usar nos textos em Português a sigla EUA(*).


Uma breve divagação para as traduções de nomes e siglas: Devemos sempre estar atentos ao contexto dos termos e procurar saber se é de norma a tradução p.ex. Noah/Noé, Iraq/Iraque(*), CIA/CIA, FBI/FBI.  Evite traduzir "General Mines State"/Estado de Minas Gerais(sic), "Beautiful Horizon City"/Cidade de Belo Horizonte(sic), "Federal University of General Mines"/ Universidade Federal de Minas Gerais(sic). Como regra geral nomes próprios não são traduzidos.
(*)Para uma melhor discussão desta questão com relaçao aos nomes próprios de lugares utilize uma máquina de busca ("search engine") pesquisando o termo "toponymy"/toponímia. Cada área do conhecimento tem regras particulares.

Situation

Umas das acepções deste termo é “lugar de trabalho”, outra é “circunstância". Então como traduzir “Situational Processes”? “Situational Management”? Uma possibilidade é simplesmente “Processos Situacionais”, “Gerência Situacional”, mas talvez as locuções venham nos socorrer (-: “Processos relacionados ao local de trabalho” , Gerência do local de trabalho”.

Tagged Value

Na UML um dos elementos de modelagem são os “tagged values”. Duas boas traduções: (1) “valores etiquetados” (valores que possuem uma “etiqueta”; (2) “valores rotulados” (valores que possuem um rótulo discriminativo). Eis aí um bom problema de escolha.

Technical Debt

No contexto do desenvolvimento de software denominado Ágil uma das premissas é entregar software funcionando o mais cedo possível. O desenvolvedor sempre vai ficar dividido entre entregar hoje um software com índice menor de qualidade e adiar a entrega e obter um índice maior de qualidade (estamos assumindo que o desenvolvedor vai melhorar o software caso invista mais tempo!). Um dos “Agilistas” criou a metáfora de que as entregas o mais cedo possível criam uma “Dívida Técnica”. ou colocado de outra forma: o desenvolvedor ao entregar mais cedo o software está tomando um empréstimo (está se endividando técnicamente).

Trust

Sugerimos utilizar o termo "confiança". A expressão "Automatic Trust Negotiation"  ficaria "Negociação Automática de Confiança". Há uma colisão com "confidence", mas consideramos que faz parte dos casos de menor facilidade similares, p.ex. "justice-fairness"/justiça, "equity-fairness"/equidade e "match-pairing"/pareamento. 

 

Unit Test

Use “Teste de Unidade”. Não use “Teste Unitário”, reserve “teste unitário” para “singleton test” ou “unitarian test”ou ainda “unity test” se é que isso existe.